sexta-feira, 17 de outubro de 2008

O encontro das cicatrizes




A paisagem era composta de lascas de ultimatos e perplexidades que corroíam o tempo.
Noite ardendo em cada palavra.
Tanto para escrever neste céu mordido...
Mas as palavras eram cadelas dançarinas que se arranhavam sozinhas.
Ou se amarravam nas pernas do silêncio

Ela sonhando com tapa-olhos e escritores gelados
Ele ocupado com o absoluto, amofinando os mistérios

Alguém desconfiaria da pele deixada de presente na piscina?
Talvez o estado de levitação no subsolo
Ou cada sorriso vertical que evaporava nas saídas de emergência.
(Imagem:Maya Goded,Magnum Photos)

2 comentários:

IndiaOnhara disse...

Rabiscos de uma Gota

Rita querida, menina poetiza que expressa os "olhos da obscuridade" não alcançada a olhos nus.
Menina que nos sacia a sede como se fosse - o poço que nos nutre a alma.

Maravilhoso! Não há o que temer:.
"as palavras eram cadelas dançarinas"
- necessitam ser libertas, para encontrar o alimento que as nutre, a vida.
- se, policiadas, sentem-se amarradas e tolidas de sua própria liberdade de ser.
"sorriso vertical que evaporava nas saídas de emergência"
- representa a ostentação superficial do homem atual.

Simplesmente, enigmático e diz muito dos conflitos humanos.

Caio Tadeu de Moraes disse...

"Mas as palavras eram cadelas dançarinas que se arranhavam sozinhas"
Não compreendo exatamente o porque.. mais este foi meu trecho favorito; talvez porque eu tenha realmente uma cachorrinha que dança aos meus pais por um pouco de atenção; ou talvez seja porque eu sinta a mesma coisa quando estou criando, aquela constante batalha criativa de idéias contrárias que de alguma forma temos que unir para poder demonstrar o que estamos pensando, e que muitas vezes nem nós compreendemos direito..

Eu adorei a poesia, tem alma, agilidade e é para todos os gostos. Não consegui chegar em um conclusão que satizfassece meu subconsciente, mas acretido que se trate de um conto poético sobre um casal com grandes diferenças de personalidade entre si, o que gerou um certo choque no romance..

Mais de qualquer jeito, valew aee Medusa; todos nós devemos ler, pelo menos, uma poesia de classe por dia para mantermos a sanidade...

Uma ótima semana; Abraço de ovelha

 



Google